Buscar

Alimentação Vegana

Atualizado: 10 de Mar de 2020



Sobre o Veganismo


Ao contrário do que muitos pensam, a alimentação vegana não faz com que a alimentação se torne menos nutritiva, isso porque no veganismo os alimentos consumidos também possuem nutrientes encontrados nos alimentos de origem animal. Gostou? Continue lendo!


Sendo uma alternativa para quem se preocupa com o meio ambiente e tem forte apego aos animais, o veganismo não é só uma dieta alimentar, é também uma filosofia ética, religiosa, social e moral que modifica hábitos alimentares e sociais, mudando o olhar sobre a vida e consequentemente, mudando também o paladar sobre a própria alimentação. A alimentação vegana exclui todo alimento de origem animal, e isso inclui além de carnes de aves, boi, peixe, porco, ou outros animais, seus derivados tais como leite, ovos, etc..

A dieta do veganismo vem sendo usada para quem deseja perder peso através de uma alimentação com baixas calorias, já que a exclusão da gordura animal contribui significativamente para equilibrar os níveis de colesterol e gorduras no sangue.


São muitas as vantagens de seguir o veganismo mas como tudo na vida também existem algumas desvantagens, conheça elas.


Vantagens


A Associação Dietética Americana lançou um estudo onde se propõe que a dieta vegana seja obrigatoriamente indicada na prevenção de doenças crônicas como diabetes, obesidade, câncer e hipertensão, sem restrição de idades, de crianças a adultos.


A justificativa baseia-se nos resultados apresentados em que os níveis de gorduras sanguíneas são baixos, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares, assim como o alto consumo de fibras estimula o bom funcionamento intestinal, além de promover a saciedade por mais tempo quando comparado com outras formas de alimentação.


Embora nada oficial tenha sido publicado, estima-se que os adeptos da alimentação natural sejam em número muito menor de pacientes portadores de doenças graves do que os que se alimentam de forma mais tradicional, onde o consumo de carne e embutidos é cotidiano.


Os resultados obtidos relatam que algumas doenças tiveram seus sintomas amenizados e os riscos de gravidade diminuídos significativamente, após pouco tempo da dieta vegana introduzida ao paciente.


No entanto, deve-se levar em conta que ao retirar a carne animal, outros alimentos são introduzidos em acréscimo, o que pode significar que novos minerais e vitaminas alteraram positivamente no resultado da saúde dos pacientes enfermos.


Por reduzir alimentos considerados habituais da dieta, em especial a cozinha dos brasileiros acostumados ao consumo exagerado de carnes, o adepto do veganismo acaba conhecendo novos sabores e consumindo diversas outras fontes de vitaminas e minerais que antes eram ignoradas.

É praticamente uma reeducação alimentar.


Alimentos industrializados acabam sumindo da mesa dos veganos, o que é positivamente saudável, dando lugar à alimentos mais frescos e sem aditivos.


Favorece perda de peso, não só pela modificação alimentar, mas também pela diminuição de gorduras ingeridas através das carnes.


Desvantagens


Excluindo alimentos de origem animal da alimentação, perdemos quantidade significativa de nutrientes como B12, cálcio, ferro e zinco, minerais importantes para manter a saúde dos ossos, sangue e dentes,exigindo constante e atenta monitoração para controlar os níveis adequados de ferro e demais vitaminas, e caso seja necessário,completar com suplementação química receitada por médicos e nutrólogos, através de vitaminas  específicas.